Oficina com Keep Talking and Nobody Explodes

Keep Talking and Nobody Explodes (“Continue falando e ninguém explode”) é um jogo cooperativo assimétrico que necessita calma, organização e ótima comunicação. A pessoa no notebook está tentando desarmar uma bomba e precisa descrevê-la para a(s) pessoa(s) que estão com o manual de desarmamento. Uma partida dura 5 minutos ou menos, que é o tempo da bomba explodir. As bombas são geradas aleatoriamente, fazendo com que a sequência de passos seja sempre diferente.

Achou legal? Quer conhecer e ajudar a criar uma dinâmica de retrospectiva usando o jogo?

Oficina de Retrospectiva
Quando: 24/11 – 19h às 20h
Onde: Av. Ipiranga, 6681, Prédio 99A (Tecnopuc), 5° andar – DBServer
Inscrições gratuitasVaga limitadas

Jogadora gesticula em frente do note e um jogador lê o manual, enquanto duas pessoas observam

Jogadora com notebook enquanto 5 pessoas da equipe lêem o manual do outro lado da mesa

Jogador numa mesa com o note enquanto outra jogadora lê as instruções no manual

Jogador utiliza note com leitor de tela para ler o manual enquanto outra jogadora vê o note com a bomba

Link do site oficial O jogo em si requer bem pouco inglês (tipo next-next-start). Traduções do manual feitas por fãs existem na Internet, só atente para o número da revisão.

Anúncios

BDD Warriors no modo hard

Grupo de jogo com outra mesa de jogo e janela ao fundo
BDD Warriors na sala de aula

Quinta-feira durante uma partida de BDD Warriors na FACIN, o Jorge Audy comentou que ele prefere a variante em que cada jogador completa os espaços da sua carta no momento em que a joga. Esse é o modo difícil, pois exige que as pessoas tenham boa memória para lembrar o que foi dito em cada carta.

No entanto, pensando um pouco melhor, isso pode ser um anti-pattern de BDD. Uma das dicas para escrita de cenários é iniciar pelo Então e trabalhar de baixo para cima. Ou seja, é preciso saber onde se quer chegar. E realmente percebe-se durante o jogo que as pessoas quando vão completar um cenário começam confiantes e quando chegam no Então não sabem como concluir.

Então duas sugestões para o facilitador do jogo na hora de explicar as regras seriam: completar os espaços somente no momento de terminar o cenário, jogando as cartas em qualquer ordem, ou completar conforme se vai montando, porém obrigando a jogar as cartas na ordem Então-Quando-Dado.

Grupo jogando com o professor e outra mesa de jogo ao fundo
Complementação do trabalho de Especificação por Exemplo.

Oficina de BDD na DBServer

Ontem realizamos mais uma oficina de BDD com a galera da DBServer de Porto Alegre e remoto de São Paulo. É muito gratificante ver o interesse do pessoal!

Essa oficina abrange uma introdução aos conceitos de BDD, suas vantagens e relacionamento com testes/automação, liçoes aprendidas e sintaxe avançada, além de dinâmicas de jogo (claro!), example mapping e escrita de cenários.

Sala com vários grupos jogando
Sala lotada!
Caderno com desenhos e anotações, com três canetas alinhadas em paralelo
Achievement Unlocked: anotações artísticas sobre a palestra
Grupo de trabalho rindo à frente, com outros dois grupos no fundo
Dinâmica de escrita de cenários
Grupo com as cartas e tabuleiro sobre a mesa, com janela e árvores ao fundo
Não pode faltar BDD Warriors
Post-its agrupados por cor colados numa parede com um um desenho de um cérebro
Resultado do Example Mapping

 

 

BDD Warriors no Banrisul

Introdução ao BDD e jogo com a equipe da DBServer no Banrisul. A competição pelo primeiro lugar foi acirrada mas também rolou muita ajuda nos cenários!

Seis jogadores com as cartas e tabuleiro do jogo sobre a mesa

Trés cartas formando cenário

“Dado uma policial veterena
Quando ela testemunhar um assalto
Então ela deve correr para prender o ladrão”

Quatro cartas formando cenário

“Dado uma investigadora particular
E uma mesa com uma faca e um cérebro
Quanda ela pressionar a faca contra o cérebro
Então ela deve conseguir abrí-lo”

Seis pessoas jogando com a gestora observando atrás

Agile Brazil 2017

De 13 a 15 de setembro aconteceu em Belém o Agile Brazil, e o BDD Warriors estava lá! A sessão estava lotada, a participação do público foi ótima e distribuímos 15 kits do jogo, fornecidos pela DBServer.

Grupos de 6 jogadores dispostos em 7 mesas redondas

Slides da apresentação Jogos de Tabuleiro para Times Ágeis: o exemplo do BDD Warriors, incluindo os slides da introdução a BDD.

Se você não conseguiu levar um kit, pode baixar nesse site da DB os arquivos para impressão. Ou se preferir, a versão básica na nossa página de download.

Aula na FUNDATEC

A convite da Tanara, participamos de uma aula sobre Comunicação e Trabalho em Equipe na FUNDATEC. Levamos duas dinâmicas e dois jogos cooperativos.

Telefone Sem Fio/Visual Phone: essa é uma atividade rápida para quebra-gelo, que demonstra como os detalhes se perdem ao passar de uma pessoa para a outra quando, ainda mais sem poder pedir esclarecimentos. Fizemos a variação em que dois grupos iniciam a partir da mesma frase.

4 pessoas lendo seus papéis em frente da sala
Analisando resultado do Visual Phone

Mysterium : jogo cooperativo em que um jogador (fantasma) tenta passar informações usando apenas cartas com imagens, enquanto os outros (médiuns) tentam adivinhar ao que as imagens se referem. É interessante que, por ser um jogo assimétrico e de comunicação limitada, Mysterium acaba reproduzindo a frustração de times que trabalham separados. Para poder jogar com todo mundo, agrupamos 2 pessoas por personagem. Uma outra variação (que não usamos dessa vez) é não permitir que os médiuns se comuniquem verbalmente.

Jogo Mysterium montado sobre a mesa com um esqueleto fazendo papel de fantasma
Mysterium

Desafio LEGO (não clique no link se não quiser spoilers!): dinâmica em que o grupo tenta construir um objeto em conjunto, sem conversar, sendo que cada pessoa tem instruções individuais que não pode revelar aos outros.

Grupo montando LEGO
Desafio LEGO
Grupo montando LEGO
Desafio LEGO

Hanabi: jogo cooperativo em que o jogador não enxerga as próprias cartas e depende de dicas passadas pelos demais para decidir o que jogar. É um jogo que exige que se pense constantemente em qual a melhor forma de ajudar os demais.

Jogador apontando a carta
Dando uma dica no Hanabi
Pessoas jogando Hanabi
Hanabi