Cards Against Agility em português

Um tempo atrás um colega do trabalho imprimiu o jogo Cards against Agility (uma versão do Cards against Humanity, só que com conceitos de Agile) para usar como quebra-gelo numa reunião de retrospectiva e gostou muito. De lá para cá fizemos uma adaptação para o português do Brasil e vimos que funciona mesmo muito bem como quebra-gelo: é fácil de explicar, rápido de jogar e engraçado. Como várias cartas falam de conceitos e anti-patterns de Agile, também pode ser usado como ponto de partida para uma retrospectiva.


Como jogar:

Embaralhe as perguntas e coloque-as numa pilha.
Embaralhe as respostas e distribua 10 para cada jogador.

A cada rodada, um jogador (juiz) compra uma pergunta e lê para os demais.

Os demais jogadores colocam sua melhor (mais engraçada) resposta viradas para baixo numa pilha.

OBS: Se a pergunta tiver 2 espaços, os jogadores compram 1 carta antes de jogar e se tiver 3 espaços, os jogadores compram 2. São jogadas tantas cartas quantas necessárias para completar os espaços.

O juiz embaralha as respostas, vira as cartas e decide qual a melhor segundo seus critérios pessoais.

O jogador que deu a resposta ganhadora fica com a carta de pergunta, para indicar que marcou um ponto (pode-se também fazer uma variação onde a pessoa ganha um chocolate, Bis funciona bem). Os jogadores compram 1 carta de resposta e o jogador seguinte passa a ser o juiz.

O vencedor é o jogador que tiver mais cartas de perguntas no momento em que se chegar ao fim das cartas ou quando se atingir um tempo pré-estabelecido.


Cards against Humanity por sua vez também é uma versão adulta e debochada de um outro jogo, Apples to Apples – as versões para usar no trabalho obviamente são mais “limpas”, mas você pode querer revisar as cartas mesmo assim.

E sim, a mecânica do BDD Warriors foi inspirada em CaH e é muuuuuito estranho fazer esse quebra-gelo e as pessoas comentarem que é parecido com o BDD Warriors!

Anúncios

Como foi a dinâmica de Keep Talking and Nobody Explodes

Sexta-feira teve dinâmica de retrospectiva com o jogo cooperativo Keep Talking and Nobody Explodes. Foi muito divertido e produtivo! Agradecemos aos participantes e à DBServer por ceder o espaço.

Fizemos da seguinte maneira:

  • Grupos de 3 a 4 pessoas, cada grupo com um notebook e um manual.
  • Quebra-gelo para decidir o nome das equipes
  • Apresentamos o tutorial que vem no jogo para os grupos, com o primeiro desarmador executando. Como nessa parte tem um texto a mais em inglês, é legal o facilitador dar uma ajuda.
  • A partir daí os grupos jogaram 4 partidas, rotacionando a pessoa que desarmava. Após cada rodada, os grupos fizeram mini-retrospectivas anotando o que ajudou, o que atrapalhou e o que fazer para melhorar.
  • Após as quatro rodadas (cerca de 30 minutos), fizemos uma discussão sobre os paralelos entre o jogos e dia-a-dia no trabalho. Alguns dos pontos levantados:
    • Comunicação sobre o que está acontecendo
    • Estabelecer uma linguagem comum
    • Pressa em sair fazendo sem entender
    • Voltar a ter dificuldades quando surge algo totalmente novo
    • Organizar as tarefas
Uma jogadora no notebook enquanto duas outras lêem o manual
Keep Talking and Nobody Explodes
Um jogador rotaciona a bomba no note enquanto outros três lêem o manual
O desarmador só vê a bomba e os especialistas só vêem o manual
Folha de anotações e manual impressos em papel reciclado
Exemplo de anotações feitas pelos jogadores durante a retrospectiva

Oficina com Keep Talking and Nobody Explodes

Keep Talking and Nobody Explodes (“Continue falando e ninguém explode”) é um jogo cooperativo assimétrico que necessita calma, organização e ótima comunicação. A pessoa no notebook está tentando desarmar uma bomba e precisa descrevê-la para a(s) pessoa(s) que estão com o manual de desarmamento. Uma partida dura 5 minutos ou menos, que é o tempo da bomba explodir. As bombas são geradas aleatoriamente, fazendo com que a sequência de passos seja sempre diferente.

Achou legal? Quer conhecer e ajudar a criar uma dinâmica de retrospectiva usando o jogo?

Oficina de Retrospectiva
Quando: 24/11 – 19h às 20h
Onde: Av. Ipiranga, 6681, Prédio 99A (Tecnopuc), 5° andar – DBServer
Inscrições gratuitasVaga limitadas

Jogadora gesticula em frente do note e um jogador lê o manual, enquanto duas pessoas observam

Jogadora com notebook enquanto 5 pessoas da equipe lêem o manual do outro lado da mesa

Jogador numa mesa com o note enquanto outra jogadora lê as instruções no manual

Jogador utiliza note com leitor de tela para ler o manual enquanto outra jogadora vê o note com a bomba

Link do site oficial O jogo em si requer bem pouco inglês (tipo next-next-start). Traduções do manual feitas por fãs existem na Internet, só atente para o número da revisão.

Aula na FUNDATEC

A convite da Tanara, participamos de uma aula sobre Comunicação e Trabalho em Equipe na FUNDATEC. Levamos duas dinâmicas e dois jogos cooperativos.

Telefone Sem Fio/Visual Phone: essa é uma atividade rápida para quebra-gelo, que demonstra como os detalhes se perdem ao passar de uma pessoa para a outra quando, ainda mais sem poder pedir esclarecimentos. Fizemos a variação em que dois grupos iniciam a partir da mesma frase.

4 pessoas lendo seus papéis em frente da sala
Analisando resultado do Visual Phone

Mysterium : jogo cooperativo em que um jogador (fantasma) tenta passar informações usando apenas cartas com imagens, enquanto os outros (médiuns) tentam adivinhar ao que as imagens se referem. É interessante que, por ser um jogo assimétrico e de comunicação limitada, Mysterium acaba reproduzindo a frustração de times que trabalham separados. Para poder jogar com todo mundo, agrupamos 2 pessoas por personagem. Uma outra variação (que não usamos dessa vez) é não permitir que os médiuns se comuniquem verbalmente.

Jogo Mysterium montado sobre a mesa com um esqueleto fazendo papel de fantasma
Mysterium

Desafio LEGO (não clique no link se não quiser spoilers!): dinâmica em que o grupo tenta construir um objeto em conjunto, sem conversar, sendo que cada pessoa tem instruções individuais que não pode revelar aos outros.

Grupo montando LEGO
Desafio LEGO
Grupo montando LEGO
Desafio LEGO

Hanabi: jogo cooperativo em que o jogador não enxerga as próprias cartas e depende de dicas passadas pelos demais para decidir o que jogar. É um jogo que exige que se pense constantemente em qual a melhor forma de ajudar os demais.

Jogador apontando a carta
Dando uma dica no Hanabi
Pessoas jogando Hanabi
Hanabi

Outros jogos: Dead Man’s Draw

Esse é um jogo competitivo muito legal e super rápido de ensinar e jogar (10 a 15 min). Compre cartas enquanto durar sua coragem – se saírem duas do mesmo naipe, você não leva nada. Para deixar mais interessante, cada naipe tem um poder diferente, como roubar cartas dos outros jogadores ou ver qual a próxima carta. No fim, ganha quem tiver mais pontos.

Dead Man’s Draw existe em versão Steam e iOS – aliás é um jogo que começou digital e virou papel devido ao sucesso. A versão em português é da Conclave, mas pode ser obtida também na livraria Cultura.

Jogador recolhendo cartas enquanto outros dois olham

Cenário: Jogadora não pode comprar duas cartas do mesmo naipe
Dado que comprei uma carta de Sereia
Quando comprar outra carta de Sereia
Então devo perder as duas cartas

Cenário: Jogadora fica com as cartas ao decidir parar
Dado que comprei uma carta de Sereia
E que comprei uma carta de Chave
Quando decidir parar
Então devo ficar com ambas as cartas

Cartas de vários naipes sobre a mesa

Cenário: Âncora protege as cartas anteriores a ela
Dado que comprei uma carta de Sereia
E que comprei uma carta de Âncora
Quando comprar outra carta de Sereia
Então devo ficar com a primeira carta
E devo perder as demais

Dois jogadores e cartas sobre a mesa

Outros jogos: Fluxx

Fluxx é um jogo legal para praticar “responder a mudanças mais do que seguir um plano“. Os jogadores alteram as regras e a condição de vitória à medida que vão jogando.

Cartas de Fluxx
Objetivos e regras

Contexto:
Dado que o objetivo atual é “Leite com chocolate”
E que a regra atual é “Compre 1 carta e jogue 1 carta”

(Lembrando que o contexto é a situação inicial comum a todos os cenários)

Cenário: Jogadora com as cartas do objetivo ganha o jogo
Dado que Alice tem a carta “Leite” na mesa
Quando Alice jogar a carta “Chocolate”
Então Alice deve ganhar o jogo

Cenário: Jogadora sem as cartas do objetivo não ganha o jogo
Dado que Bob tem a carta “Leite” na mesa
Quando Alice jogar a carta “Chocolate”
Então o jogo deve continuar

Cenário: Jogadora altera o objetivo
Dado que Alice tem as cartas “Leite” e “Biscoito” na mesa
Quando Alice jogar o objetivo “Leite com Biscoito”
Então Alice deve ganhar o jogo

Cenário: Jogadora altera regra de comprar
Dado que Alice comprou 1 carta
Quando ela jogar a regra “Compre 2 cartas”
Então Alice deve comprar mais 1 carta

Cenário: Jogadora altera regra de jogar
Dado que Alice terminou a fase de compra
Quando ela jogar a regra “Jogue todas as cartas”
Então ela deve jogar todas as suas cartas restantes

Outros jogos: Dixit

Dixit é um jogo legal para exercitar a imaginação e os poderes telepáticos da equipe.

Cartas e contador de pontos de Dixit
Pista do narrador: “Pareceu uma boa ideia naquele momento”

A cada rodada, um narrador descreve uma carta da sua mão em termos nem muito vagos nem muito óbvios. Os demais jogadores escolhem, dentre as suas próprias cartas, a que se encaixa melhor na descrição. As cartas do narrador e dos demais são misturadas e os jogadores tentam adivinhar qual a carta original do narrador.

Jogadores votando
Na dúvida, escolha a carta 3
Cenário: Narrador não faz pontos se todos acertarem sua carta
 Dado que todos acertaram a carta do narrador
 Quando os donos das cartas forem revelados
 Então o narrador ganha zero pontos
 E todos os demais jogadores ganham dois pontos

Cenário: Narrador não faz pontos se todos errarem sua carta
 Dado que ninguém acertou a carta do narrador
 Quando os donos das cartas forem revelados
 Então o narrador ganha zero pontos
 E todos os demais jogadores ganham dois pontos

Cenário: Narrador faz pontos se algumas pessoas acertarem sua carta
 Dado que um jogador acertou a carta do narrador
 E que outro jogador errou a carta do narrador
 Quando os donos das cartas forem revelados
 Então o narrador ganha três pontos
 E o jogador que acertou a carta ganha três pontos

Cenário: Jogador faz pontos se alguém votar na sua carta em vez da do narrador
 Dado que um jogador errou a carta do narrador
 Quando os donos das cartas forem revelados
 Então o dono da carta votada ganha um ponto